O ano de 2005

 

  • 20 de dezembro – Em Erechim (Rio Grande do Sul) feleceu o polônico pe. Estevão Kfiecinski – vigário geral da daquela diocese gaúcha.

 

  • 11 de dezembro – No Bosque João Paulo II em Curitiba realiza-se a Festa de Natal das Etnias, Confraternização dos Povos e do Auto de Natal “Jaselka”. Além das barracas com produtos típicos de diversas nacionalidades, a comemoração de Natal teve uma exposição com mais de 30 fotos de presépios da Polônia. Outra atração foi o presépio em tamanho natural, no qual os personagens vestiam trajes folclóricas de cada região da Polônia. Havia também a apresentação de grupos folclóricos da Associasão Inter-Étnica do Paraná.

 

  • 9 de dezembro – No Centro Cultural da Justiça Federal no Rio de Janeiro será aberta a exposição de cartazes poloneses. Os artistas: Maciej Buszewicz, Lech Majewski, Mietek Wasilewski – professores da Academia de Belas Artes de Varsóvia eestarão  presentes na abertura da exposição. A exposição é uma iniciativa do Consulado Geral da República da Polônia.

 

  • 5 de dezembro – Nas Livrarias Curitiba do Shopping Curitiba realiza-se o lançamento do livro “Os poloneses no Brasil”. Trata-se de uma obra clássica sobre a imigração polonesa no Sul do Brasil, escrita por Kazimierz Głuchowski, o primeiro cônsul da Polônia em Curitiba após a I Guerra Mundial, e publicada em polonês em Varsóvia, em 1927. A tradução é do prof. Mariano Kawka. A publicação do livro é uma iniciativa da Editora Roeditores, de Porto Alegre.

 

  • 1 de dezembro – Na Câmara Municipal de São José dos Pinhais realiza-se a sessão solene de entrega do título de cidadão honorário ao polônico Leopoldo Antônio Sokolowski.

 

  • 12 de novembro – Na Sociedade Polono-Brasileira Marechal José Pilsudski realiza-se uma solenidade por ocasião da festa da Independência da Polônia.

 

  • 9 de novembro – No Consulado Geral da Polônia, em Curitiba, realiza-se uma recepção por ocasião da festa da Independência da Polônia. Os convidados foram recebidos pelo novo Cônsul Geral, Jacek Perlin.

 

  • 6 de novembro – A paróquia de S. João Batista, em Curitiba, comemora solenemente os 40 anos de existência. Desde o início essa paróquia tem sido administrada pelos padres da Sociedade de Cristo. Trata-se da primeira paróquia que a Congregação assumiu na Arquidiocese de Curitiba.

 

  • 27 de outubro – Prof. Aleksander Fiut da Universidade Jagiellônica de Cracóvia profere uma palestra na Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ) “To Be (or Not to Be) Central European: Post-Colonialism, Culture and Politics in 20th Century Central and Eastern Europe”.

 

 

 

  • 24 de outubro – A Comissão Eleitoral Nacional informou oficialmente os resultados do segundo turno das eleições presidenciais na Polônia (realizados no dia 23). Foi escolhido novo presidente da Polônia Lech Kaczyński – com 54,04% dos votos. O candidato Donald Tusk recebeu 45,96% dos votos. Participaram da eleição 50,99% dos eleitores legalmente inscritos.

 

 

  • 23 de outubro – Na primeira cerimônia de canonização do seu pontificado, o Papa Bento XVI canonizou cinco novos santos, entre os quais os poloneses Arcebispo José Bilczewski (1860-1923) e o Pe. Sigismundo Gorazdowski (1845-1920), este último fundador da Congregação das Irmãs de São José, que também atuam no Brasil, em Curitiba. Durante a cerimônia o Papa também falou em polonês e em ucraniano, visto que os dois santos poloneses exerceram as suas atividades em Lvov, cidade que pertenceu à Polônia, mas que hoje faz parte da Ucrânia.

 

 

  • 23 de outubro – Realiza-se o segundo turno das eleições presidenciais na Polônia. Os cidadãos poloneses residentes no Brasil dirigem-se dia 22 às urnas eleitorais na Embaixada da Polônia em Brasília e nos Consulados Gerais em Curitiba, Rio de Janeiro e São Paulo.

 

 

  • 21 de outubro – A Cônsul Geral da Polônia em Curitiba, Grazyna Machalek, fez uma visita de despedida ao redator de Projeções antes da sua volta à Polônia, após o término do seu serviço diplomático no Brasil.

Anteriormente encerraram a sua missão diplomática no Brasil: o Embaixador da Polônia Jacek Hinz e o Cônsul Geral da Polônia no Rio de Janeiro Michał Zawiła.

Diante dos nossos eminentes e prezados Diplomatas, expressamos palavras de gratidão e de agradecimento pela simpática cooperação em prol da comunidade polônica local, bem como pelo apoio concreto à nossa revista. Desejamos-lhes toda a prosperidade na volta à Polônia. Esperamos que guardem uma agradável lembrança do tempo que passaram neste país, de maneira especial entre os brasileiros de descendência polonesa.

 

 

  • 8 de outubro – Na Embaixada do Brasil, bem como nos Consulados Gerais (Curitiba, Rio de Janeiro e São Paulo) os cidadãos poloneses participaram das eleições presidenciais na Polônia.

 

  • 28 de setembro – O Parlamento Europeu decidiu que o dia 31 de agosto será comemorado anualmente em toda a União Européia como “Dia da Liberdade e da Solidariedade”. O Parlamento Europeu homenageou também os sindicalistas poloneses através de uma resolução especial e quase unânime, adotada pelos deputados da União. Um dos promotores da proclamação da festa foi o eurodeputado Jacek Saryusz-Wolski. Por ocasião do 25º aniversário do “Solidariedade”, realizaram-se em Bruxelas várias conferências, concertos e exposições. Na Universidade Livre de Bruxelas realizou-se um encontro com a participação do ex-presidente da Polônia Lech Wałęsa, do ex-presidente da Lituânia Vytautas Landsbergis e de Bronislaw Geremek, Jerzy Buzek e Tadeusz Mazowiecki.

 

  • 24 de setembro – Na Embaixada do Brasil e nos Consulados Gerais da Polônia (Curitiba, Rio de Janeiro e São Paulo) os cidadãos poloneses participam das eleições parlamentares na Polônia.

 

  • 20 de setembro – O vice-prefeito de Curitiba, Luciano Pizzato (substituindo o prefeito, que se encontrava ausente) recebeu os representantes da comunidade polônica curitibana responsáveis pelo Parque João Paulo II. Participaram do encontro o Pe. Benedito Grzymkowski SChr – Reitor da Missão Católica Polonesa, Danuta Lisicki de Abreu – diretora do parque e Tito Zeglin – vereador de Curitiba. O tema principal do encontro foi a tomada de medidas para a segurança do Parque João Paulo II.

 

  • 12 de setembro – Marcos Domakoski, ex-presidente da Associação Comercial do Paraná, pronuncia uma conferência durante o International Business Forum 2005 em Nova Iorque. O líder polônico curitibano foi um dos 200 líderes convidados para participar do Fórum.

 

  • 31 de agosto – Na Biblioteca Pública do Paraná, em Curitiba, é inaugurada a exposição “Os caminhos da libertação”. A exposição consta de 56 cartazes representando a Polônia, obra do fotógrafo Erasmo Ciolek. As fotografias cobrem o período que vai da instituição do “Solidariedade” até o presente. A exposição permaneceu aberta até 16 de setembro.

 

  • 30 de agosto – A televisão brasileira TV Educativa apresenta o programa “Arte”, dirigido por Sérgio Britto. Nesse programa foram apresentados artistas poloneses ligados com o Brasil: Zbigniew Ziembiński, Bruno Lechowski, Marília Gremo Stypiński e Frans Krajcberg. Participou do programa Tomasz Łychowski, poeta contemporâneo e pintor radicado no Rio de Janeiro.

 

  • 28 de agosto – A comunidade polônica no Brasil homenageia a sua Padroeira, Nossa Senhora de Częstochowa. Muitas paróquias territoriais e igrejas filiais adotam o título de Nossa Senhora do Monte Claro. No Parque João Paulo II, em Curitiba, realiza-se uma solenidade especial em homenagem Padroeira.

 

  •      12 de setembro – Ex-presidente da Associação Comercial do Paraná Marcos Domakoski profere palestra, em Nova Iorque, no Internacional Business Fórum 2005, evento organizado pelo Global Compact para avaliar experiências de líderes empresariais de todo o mundo para se atingir as dez Metas do Milênio, entre elas o combate à corrupção. Marcos Domakoski, um dos 200 líderes presentes ao fórum – que antecede a 60a sessão solene da Assembléia-Geral da ONU, dia 14 -, falará sobre realizações paranaenses de responsabilidade social.

 

  •        31 de agosto – A exposição de fotos “Caminhos ‘a Liberdade” mostra, a partir de hoje, cenas da história da Polônia, do surgimento do “Solidariedade”, em 1980, até os dias de hoje. São 56 painéis com dezenas de fotos de Erazm Ciolek. A exposição estará aberta até 17 de setembro. A entrada é gratuita.

 

  •        30 de agosto – No programa “Arte” com Sergio Britto na TV Educativa foram apresentando oa artistas poloneses ligados ao Brasl: Zbigniew Ziembiski, Bruno Lechowski, Maryla Gremo, Stypinska, Krajcberg. Poeta e pintor Tomasz Łychowski, residente no Rio de Janeiro participa ao vivo no programa. É uma programação bastante polonesa.

 

  •        28 de agosto – A Comunidade polônica no Brasil homenageia sua Patroeira e Rainha: Nossa Senhora de Czestochowa (Monte Claro). No bosque polonês do Papa João Paulo II em Curitiba houve também uma solenidade especial em honra de Nossa Senhora do Monte Claro.

 

  • 14 de agosto – Na Casa da Cultura “Laura Alvin”, no Rio de Janeiro (bairro Ipanema), é aberta a exposição intitulada “Janusz KORCZAK – mensagem à humanidade”. A exposição apresenta a obra de Janusz Korczak – educador, escritor e pedagogo (1878-1942). Ele acompanhou 200 órfãos – filhos de judeus, que os nazistas haviam encaminhado ao campo de extermínio em Treblinka. A exposição permanecerá aberta até o dia 11 de setembro de 2005.

 

  • 2 de agosto – Na sede da Sociedade José Pilsudski, em Curitiba, realiza-se a rara solenidade relacionada com o 80º aniversário de nascimento de Romélia PLOMBON, que há muitos anos está envolvida na vida da comunidade polônica curitibana. A aniversariante participa ativamente do movimento da BRASPOL. A festa de aniversário de D. Romélia iniciaram-se por uma bênção e uma oração comum dos convidados. Seguiu-se um jantar com pratos típicos poloneses. Entre os convidados estavam os parentes de D. Romélia e representantes da comunidade polônica local.

 

  • 2-9 de agosto – O Fórum da Ciência e da Cultura da Universidade Estadual do Rio de Janeiro, juntamente com o Consulado Geral da Polônia naquela cidade, organizam: uma exposição de paisagens e cidades polonesas; uma conferência sobre o tema da vida e da obra de Zbigniew Ziembinski (pronunciada por Tomasz Lychowski); um concerto para piano com as obras de Frederico Chopin (apresentado por André Carrara) e uma mostra dos filmes de Andrzej Wajda (O homem de ferro, Terra prometida).

 

  • 27 de julho – O Parlamento da Polônia instituiu o dia 16 de outubro como o Dia do Papa João Paulo II. “Prestando uma homenagem à maior autoridade do século, a um homem que, recorrendo às fontes do cristianismo, ensinou-nos a solidariedade, a coragem e a humildade, a determinação e a compreensão, a sabedoria, decreta-se o que segue: o dia 16 de outubro é instituído como o Dia do Papa João Paulo II” – anuncia o projeto do decreto do senado, aceito pelo senado. Na sua fundamentação consta que no dia 16 de outubro de 1978 Karol Wojtyla foi eleito papa e que “o pontificado de João Paulo II mudou o curso da história do mundo em todas as suas dimensões”.

 

  • 23 de julho – Piotr Oczkowski – professor visitante do Festival de Música de Londrina (Paraná), apresenta-se com um concerto no Teatro Paulo Autran, no Shopping ovo Batel em Curitiba. O pianista polonês apresenta ao público brasileiro as obras de Frederico Chopin. O concerto foi organizado pelo Consulado Geral da Polônia em Curitiba.

 

  • 20 de julho – Em Joinville (Santa Catarina), inicia-se o 23º Festival Internacional de Dança. No dia da inauguração do Festival apresenta-se o conjunto polonês “Mazowsze”, que os organizadores do Festival e os meios de comunicação locais definiram como o melhor conjunto folclórico do mundo. O “Mazowsze” foi convidado para apresentar-se em Santa Catarina pelo governador Luiz Henrique da Silveira, que no ano anterior havia feito uma visita oficial à Polônia. O conjunto polonês apresentou também a beleza do folclore polonês nas seguintes cidades do Estado de Santa Catarina: Florianópolis, Joaçaba, Lages, Blumenau e Jaraguá do Sul.

 

  • 5-29 de julho – No Centro de Convenções Bolsa do Rio, localizado no centro de Rio de Janeiro, realiza-se uma exposição da pintura de Zbigniew Wieckowski.

 

  • 18 de julho – Numa solenidade organizada na sede da Sociedade Beneficente Polônia, no Rio de Janeiro, o Cônsul Geral da Polônia Michal Zawila outorgou as Cruzes de Cavaleiros da Ordem do Mérito da Polônia a Tomaz Barcinski, Ignacy Felczak e pe. João Sobieraj, bem como a Cruz de Prata do Mérito a Aleksandra Sliwowski-Bartsch. Da solenidade participaram 75 pessoas, isto é, as famílias e os amigos dos condecorados, professores universitários, representantes do clero e membros da Sociedade, que no dia 11 de novembro do corrente ano vai comemorar os 115 anos de existência. Após a solenidade, realizou-se um coquetel organizado conjuntamente pelo Consulado Geral e pela Sociedade Polônia.

 

  • 2 de julho – No Parque João Paulo II, em Curitiba, realiza-se a solenidade relacionada com o 25º aniversário da visita do Papa João Paulo II a essa cidade. Os organizadores da solenidade foram: o Governo estadual, a Assembléia Legislativa do Paraná e a Missão Católica Polonesa. A solene missa concelebrada foi presidida pelo arcebispo metropolitano D. Moacyr Vitti.

 

  • 29 de junho – No Museu da História do Movimento Popular Polonês, em Varsóvia, realiza-se a solene inauguração da exposição “Os poloneses no mundo”. A exposição foi preparada pela Sociedade Polono-Brasileira de Varsóvia.

 

  • 1 de junho – Na paróquia de S. Sebastião, em Wenceslau Braz (Paraná), realiza-se a incomum solenidade dos 50 anos de sacerdócios do pe. Leon Lodzinski – sacerdote polonês. Desde 1963 ele trabalha como missionário no Brasil. No dia 10 de abril de 1966 assumiu a paróquia em Wenceslau Braz como pároco. Continua trabalhando nessa paróquia.

 

  • 27 de maio – Data comemorativa do 85º aniversário do estabelecimento das relações diplomáticas entre o Brasil e a Polônia.

 

  • 25 de maio – Durante uma sessão solene da Câmara Municipal de Curitiba, realiza-se a solenidade da outorga do título de cidadão honorário da cidade ao bispo D. Ladislau Biernaski CM – bispo auxiliar da arquidiocese local.

 

  • 19 de maio – Em Vitória, capital do Estado do Espírito Santo, no salão plenário da Assembléia Legislativa, por iniciativa do presidente da Assembléia, Cezar Colnagui, e dos deputados Cláudio Vereza, Brice Bragato e Carlos Casteglione, realizou-se uma sessão solene comemorativa do 75º aniversário da imigração polonesa naquele Estado. Essa data, no Espírito Santo, lembra a vinda ao Estado – com base num contrato entre a Sociedade Colonizadora de Varsóvia e o governo estadual do Espírito Santo – de um grupo de colonos poloneses, que em 1929 fundaram a vila de Águia Branca, ainda que a vinda de imigrantes poloneses ao Estado tenha ocorrido, de forma individual, já a partir da década de 1870.

Durante a solenidade, discursou o Cônsul Geral da Polônia no Rio de Janeiro, Michal Zawila, que falou também em nome do Embaixador, do presidente da Assembléia Legislativa estadual, dos deputados proponentes, dos prefeitos dos municípios de Águia Branca e São Gabriel da Palha – colonizadas por imigrantes poloneses, do cônsul honorário em Vitória e da Sociedade Polonesa Águia Branca. Após o término da sessão, nos bastidores da Assembléia Legislativa os convidados presentes puderam apreciar a exposição “Os poloneses no Brasil”, juntamente com objetos do Museu do Imigrante Polonês em Águia Branca, bem como a exposição “Polônia – cidades e paisagens”.

A noite foi animada pelo Grupo Folclórico de Dança Polonesa de Águia Branca. Cenas da solenidade foram registradas por um canal de televisão local, e o Cônsul Geral concedeu também à TV local uma entrevista. O evento em que a Assembléia Legislativa estadual lembrou a imigração polonesa no Espírito Santo foi nos últimos anos o terceiro desse gênero. Os anteriores lembraram as imigrações alemã e italiana.

 

  • 18 de maio – No aniversário de nascimento do Santo Padre João Paulo II, o Correio brasileiro expediu um selo especial para homenagear a pessoa do Papa.

 

  • 2 de maio – Na Assembléia Legislativa do Estado do Paraná realizaram-se pela primeira vez as comemorações do “Dia do Imigrante Polonês no Paraná”.

 

  • 30 de abril – 1 de maio – Em Erechim, no Estado do Rio Grande do Sul, realiza-se o Simpósio “Encontro com a cultura polonesa”. O evento foi organizado para a comemoração dos 130 anos da presença da comunidade polônica naquele Estado.

 

  • 15 de abril – A Sociedade Polono-Brasileira Marechal José Pilsudski, em Curitiba, comemora o centenário do seu surgimento.

 

  • 11 de abril – A Assembléia Legislativa do Estado do Paraná, numa sessão pública especialmente convocada, presta uma homenagem à memória do Papa João Paulo II.

 

  • 2 de abril – Morte do Papa João Paulo II, que os brasileiros vivenciaram com muita espontaneidade e emoção. A comunidade polônica local envolveu-se nas celebraçãos fúnebres realizadas em todo o país. Na pessoa do Papa, a comunidade polônica brasileira perdeu Aquele que despertou nela o orgulho pela origem polonesa, bem como o sentimento da sua identidade étnica.

 

  • 23 de março – A convite do pároco pe. Anderson Spegiorin SChr, a santa missa do crisma deste ano, na diocese de Erechim, no Rio Grande do Sul, foi celebrada na igreja paroquial de Áurea. Com a solene missa concelebrada e presidida pelo bispo D. Ercílio Simon, ordinário da diocese de Passo Fundo, foi comemorado em Áurea o 90o aniversário da paróquia de Nossa Senhora de Monte Claro. O ordinário da diocese de Erechim, D. Girônimo Zanandréa, por motivos de saúde, não pôde participar da solenidade. No que diz respeito à data de fundação, a paróquia de Áurea é a segunda na diocese de Erechim. Foi fundada no dia 10 de abril de 1915 pelo bispo D. Miguel de Lima Valverde, ordinário da diocese de Santa Maria.

 

  • 27 de janeiro – Em Curitiba é comemorado solenemente o 15º aniversário da fundação da BRASPOL. Desde a criação desse órgão especifico de representação da comunidade polônica brasileira, ele vem sendo presidido pelo eng. Rizio Wachowicz – que há muitos anos atua como um dos líderes dessa comunidade no Brasil.
Leave a comment